Você está em: Notícias»Projeto que extingue cargo de merendeira sai do regime de urgência

Projeto que extingue cargo de merendeira sai do regime de urgência

Projeto que extingue cargo de merendeira sai do regime de urgência
Os vereadores de Gaspar aprovaram nesta quarta-feira (2) que o Projeto de Lei (PL) 29/2018, o qual trata da extinção do cargo efetivo de merendeira/servente, seja analisado fora do regime de urgência (45 dias). Com o objetivo de aprofundar a análise da matéria, o requerimento 54/2018 foi apresentado pela vereadora licenciada Mariluci Deschamps Rosa (PT), relatora do PL que tramita desde o dia 24 de abril. Conforme o texto proposto pelo Executivo, o cargo já ocupado, após a publicação da lei, será extinto automaticamente, à medida que se tornar vago, sem prejuízo de vencimentos, direitos e vantagens para os atuais ocupantes. A proposta também leva à extinção vaga não preenchida, ficando vedada a admissão de pessoal para prover esse cargo. Na justificativa do PL, o prefeito explica que o serviço de alimentação escolar será terceirizado. A empresa Sepat Multi Service Ltda, vencedora do pregão realizado em 2017, atenderá inicialmente sete escolas e cinco creches. Mariluci adverte que “esse projeto é uma afronta ao trabalhador. Quem vai perder é a comunidade de Gaspar, principalmente na valorização de pessoal e dos serviços prestados”.


© 2018 - Desenvolvido por Lancer