Você está em: Notícias»Comissão é formada para buscar alternativas para o transporte integrado

Comissão é formada para buscar alternativas para o transporte integrado

Comissão é formada para buscar alternativas para o transporte integrado
Na quarta-feira (17), a Câmara de Vereadores de Gaspar promoveu a audiência pública sobre o transporte integrado no Bairro Belo Vista. Participaram do evento representantes da Diretoria-Geral de Trânsito de Gaspar (Ditran), Departamento de Transportes e Terminais (Deter), do Serviço Autônomo Municipal de Trânsito e Transporte de Blumenau (Seterb), empresas envolvidas e diretoria do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Cerca de 150 pessoas estiveram presentes no auditório do IFSC e relataram diversas dificuldades. Superlotação, número baixo de horários e linhas de ônibus e falta de segurança foram as reclamações mais citadas. A estudante de processos gerenciais, Lia Simões Biachi conta que “os poucos ônibus da região sempre estão com excesso de pessoas quando os estudantes estão entrando ou saindo do IFSC. Os moradores dos bairros mais afastados são os maiores prejudicados”. A professora de sociologia do IFSC, Giane de Carvalho questionou se os entraves burocráticos e as disputas financeiras entre as empresas estavam impedindo o direito à educação. Para a diretora do IFSC, Ana Paula K. da Silveira, o problema do transporte acaba afetando diretamente na evasão escolar. Ana Paula ressalta que “precisamos de uma solução. Caso contrário, estamos prejudicando diretamente o desenvolvimento regional”. Comissão O debate sobre alternativas para a integração do transporte entre Blumenau e Gaspar e a maior oferta de linhas e horários de ônibus no Bairro Bela Vista segue agora para o Deter de Santa Catarina. Farão parte do grupo os vereadores e autores da ação, Silvio Cleffi (PSC), Francisco Hostins Junior (PMDB) e Roberto Procópio de Souza (PDT), além de representantes das prefeituras de Blumenau e Gaspar, do Seterb, da Ditran, da Associação de Moradores do Bela Vista e do IFSC. A promotoria de justiça de Gaspar será convidada a participar do encontro. A reunião deve ocorrer assim que o vice-governador, Eduardo Pinho Moreira voltar do exterior. Integração A questão da integração esbarra na legislação estadual em vigor. Com quase 40 anos, a regulamentação do transporte intermunicipal, efetuada na década de 80, não previu o surgimento de regiões metropolitanas em Santa Catarina. O supervisor de fiscalização do Deter de SC, Cristiano Piaia Blank explica que, “para este momento, o caminho é pensar em um acordo emergencial em caráter de autorização”. Por outro lado, Blank enfatiza que “o ideal é que, a longo prazo, ocorra uma licitação para garantir e regulamentar a integração na região metropolitana”. Ele também relata que a capital catarinense já estuda a viabilidade para implantação da integração entre cidades vizinhas na Região de Florianópolis.


© 2017 - Desenvolvido por Lancer